NOSTRADAMUS
  HOME                 ARTIGOS IMPORTANTES                SALA DE LEITURA                  SALA DE IMAGENS                 CONTATO                  PALESTRAS                ENGLISH  SUMMARY                                                         

Atlântida: como foi produzido o livro

 

por Abner Macoto

    Na verdade este livro começou a tomar forma, quando eu era bem menino e assisti o filme

Atlântida: O Continente Perdido um épico de George Pal

https://www.youtube.com/watch?v=DZSheTgrUhs

clique no link se quiser ver o trailer desse filme no youtube

            Este filme mostrava a destruição da ilha e muitas coisas tecnologicas, procurando ser fiel aos livros de Platão que foram as mais sérias e precisas citações da Atlântica em seus livros Crítias e Timeu que foram lidos por mim e me deixaram mais empolgado ainda a respeito daquela terra.

Crítias e Timeu de Platão

           Motivado, procurei outros relatos, e entre todos o mais interessante, que procurava embasar a possível existência da Atlântida em provas, como as construções dos índios da América, algumas culturas de alimentos, geologia, especulações acerca do dilúvio e outros fatos. Provavelmente seu autor foi um dos maiores entusiastas sobre a Atlantida, seu livro de 1882

                         "Atlântida - Mitos do mundo Antidiluviano" de Ignatius Donnely

             Até aqui as pesquisas foram realizadas de maneira metódica, extensas e apoiadas em pessoas crives que quando falavam e pesquisavam obedeciam citérrios. Ainda dentro dessa linha pequenos relatos de Diodoro da Sicília, de Plocus, dos indios toltecas do México. Os primeiros mencionavam ilhas existentes a uma certa distância do estreito de Gibraltar, por sua vez os índios diziam que tinham vindo de um lugar chamado Aztlan, sendo que os antigos toltecas cultuavam deuses que até hoje são chamados atlantes. Uma foto desses idolos.

                       

 

             Por outro lado, temos que adentrar em narrativas baseadas em coisas surreais como clarividência, intuição, relatos esotéricos. Estes relatos tem que ser manipulados com muito cuidado, pois estão tisnados de inverdades, de coisas ilógicas e não claramente explicadas, nem mesmo por uma "lógica esoterica", se pudermos assim nos expressar. Contudo, não devem ser descartados de antemão, sem merecerem a menor consideração. Lembramos de Júlio Verne de enorme intuição que intuiu o submarino atômico nas peripécias do Nautilus em "20.000 léguas submarinas", o foguete que ia à Lua em "Viagem ao redor da Lua" e outros. mais de 100 anos antes. O mais importante desses relatos

  1. The Story of Atlantis and the Lost Lemuria de W. Scott-Elliot
     .

               Ainda dentro desse campo devem ser conhecidas as citações de H. P  Blavatsky na "Doutrina Secreta", as leituras de Edgar Cayce.

              Então embasado em tão notáveis livros que obviamente foram escritos por leigos ou são anteriores a 1900 onde se dispunha apenas de uma tecnologia bastante rude. Assim, retomei as narrativas munido de uma tecnologia como nunca houve na face da terra: automóveis, aviões, foguetes, naves espaciais, submarinos atômicos, computadores, ultrassom, ressonância magnética, celulares e muito mais.

               Mais uma coisa é surpreendente como precedente dessa citação de Platão. Foi a mesma coisa quando Homero outro grego famoso, escreveu a Ilíada e a Odisséia. Nesses livros ele mencionava a cidade de Troia, que teria sido devastada pelos gregos. Durante milênios imperou controvérsias sobre essa cidade. Apenas uma ficcão poética já que este homem era um vate. Até que  Henrich Schielmann que batalhou incansavelmente pela descoberta desse mundo pertencendo nessa época à ficção, pois só estava escrito em Homero, a encontrou.

               Como engenheiro, posso compreender e descrever uma tecnologia possível e intuida por uma civilização remota, foram usadas algumas citações da civilização hindú que rememora objetos voadores como vimanas, este estão nos Vedas, no Ramayana. Também são mencionados aviões de madeira com algum tipo de propulsão  como elásticos que acionam alguns aeromodelos, na China antiga e devemos lembrar que os chineses tiveram a imprensa, o papel moeda, a polvora séculos antes da civilização ocidental.

 

©2013 by Abner Macoto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

contador

 

        Leia os livros a seguir

        

     Uma abordagem metafísica do número, ..geometria sagrada, numerologia, para saber..mais clique no livro

          Ivan L. Guimarães

 

          

         A biografia do inesquecível mestre  e a,,,grande,,herança que nos deixou

                Carlos B. Conte

 

             

     Conheça os fundamentos dos anelos,,,humanos pela religião e os postulados co- ,,,comuns às grandes religiões.

           Helena P. Blavatsky

 

               

     Num pequeno livro encontra-se um ,,,grande conteúdo.

                Helena P. Blavatsky

 

              

     Indispensável para aqueles que  ,,,organizam eventos e proferem palestras.

            Carlos B. Conte

      

              Nostradamus,

   Comentários e centúrias completas

          Abner Macoto

 

          Mais um pouco de música